Sexta-feira, 6 de Agosto de 2010

Capitulo 15 - P.V. Ângela & P.V. Sara + P.V. Robert

 

“Todo homem é poeta quando amor tem, mas se se trata de paixão é melhor ser controlado para seu próprio bem.”

 

P.V. Ângela

 

Acordei com o sol a bater-me na cara. Estranhamente não ouvi o despertador irritante da Sara, ou o seu toque de telemóvel...

            -Bom dia dorminhoca. Já estás há muito tempo acordada? - Indagou-me o Rob que acabara de entrar no quarto. Invadiu-me uma sensação de felicidade extrema quando relembrei o porquê de eu estar ali e não na cama com a Sara. Recordei com fascínio o nosso beijo - que pensando bem, foi o primeiro.

Suspirei.

            -Acabei de acordar, e tu? - Disse esfregando os olhos.

            -Não me sentiste? Já estou há um tempão de pé! - Informou-me enquanto abria as janelas.

            -Como é que podia ter-te sentido?!

-Eu caí da cama... -Confessou envergonhado.

Concentrei-me para não me rir. Mas calma, ele disse: "caí da cama?!". Mas que cama? Se só há uma cama nesta suite... A não ser que ele tenha dormido nesta cama!! Olhei para a almofada desalinhada ao lado da minha! OMR ele dormiu mesmo nesta cama!! Ao meu lado!

            - Bela maneira para se começar o dia! – Gracejei espreguiçando-me.

            - Acredita! – Ironizou rindo enquanto pegava numa toalha turca. Virou-se para mim.

            - Vou tomar um duche… Podes acordar o Tom sff? – Pediu-me enquanto se dirigia para o WC. Ouvi a porta bater sem me dar tempo para lhe responder e levantei-me da cama. Estava com as mesmas roupas do dia anterior, a seguir ao Rob seria eu a tomar um bom duche. Caminhei preguiçosa para a sala. O Tom estava com uma respiração pesada e dele emanava um horrível cheiro a álcool. Abri os cortinados, outrora fechados, e toda a divisão se encheu de luz. O Tom reclamou.

            - Toca a acordar, vá! – Pedi estremecendo-lhe o ombro.

            - Deixa-me lá dormir, Rob! – Refutou ainda de olhos fechados afastando-me a mão.

            - Se abrisses os olhinhos poderias perceber que não sou o Rob. – Insisti destapando-o.

Ele abriu os olhos e voltou a fechá-los puxando-me para cima dele.

            - Ei!!! Tens 3 segundos para me largares! – Ameacei-o ao que ele se riu.

            - 1… - Iniciei a contagem.

            - 2… - Zombou-me.

E ao terceiro dei-lhe uma estalada na cara.

            - Auuu!! – Queixou-se soltando-me.

Saí de cima dele e ele rapidamente se levantou.

            - Pronto! Já estou de pé! – Garantiu-me.

            - Bom dia! – Desejei-lhe enquanto caminhava para o frigorífico.

            - Para ti também! – Retribuiu esfregando a cara. – Também acordaste assim o Rob?! Ou nem chegaram a adormecer?

Fitei-o incrédula. Que abusado…

            - Ele já estava acordado… Ao que parece caiu da cama… - Contei-lhe inocentemente.

Ele riu-se e abriu as janelas.

            - Ainda foi pior do que eu pensava! – Constatou rindo-se. – Para a próxima espero estar lúcido…

Fitei-o à espera que ele retirasse o que acabara de dizer mas não o fez… Dirigia-me então ao quarto para fazer a cama quando bati brutalmente contra algo…

            - Auuu! – Queixei-me abrindo os olhos depois do impacto.

Não era “algo”… Era “alguém”. Se o Tom estava na sala vestido, se o Robert estava no duche … Olhei-o dos pés à cabeça. A toalha caíra no chão quando embatemos. Tapei rapidamente os olhos com as mãos. Ele já estivera no duche, já não estava… Estava agora ali encostado a mim, nu e os seus cabelos pingavam.

            - Desculpa! – Pedi-lhe envergonhada incapaz de me mexer um milímetro.

Senti-o baixar-se e apanhar a toalha, produziu uma brisa. Ele estava atrapalhado, corado, bem como eu…

            - Anh… Hum, podes ir tomar duche… Eu vinha-te chamar para te dar uma toalha… Anh, vem comigo… - Pediu-me.

Inconscientemente continuei a caminhar de olhos fechados e desta vez fui contra uma superfície bastante mais rija: a parede. Ele riu-se.

            - Já podes abrir os olhos… - Informou-me.

Abri. E continuei a andar para o quarto. Ele entregou-me a toalha.

            - Hum, vou deixar aqui em cima da cama uma t-shirt e umas calças de fato de treino para ti, sim?

            - Okay. – Concordei sem conseguir dizer mais nada.

            - E bem, quanto à roupa interior… Han, não posso fazer nada… - Disse-me remexendo a mala. – Ah… A não ser… - Disse tirando uns boxers de lycra dele e pousando-os na cama. – Acho que é melhor que nada, não?

            - Serve! – Assegurei-lhe rindo.

Agarrou-me na mão e puxou-me para o WC.

            - Anda, vou-te mostrar como isto funciona. – Justificou-se enquanto manuseava as torneiras explicando-me “não-sei-o-quê”… Os meus olhos seguiam cada movimento de cada musculo das suas costas nuas… Óh vá lá eu não me conseguia controlar… Olhei-o de novo, de cima abaixo, e uma vez mais, de baixo a cima… Ele reparou…

 

P.V. Sara

 

Acordei com um cheiro a comida a invadir o quarto. O Kellan já não estava ao meu lado. Agora, em cima da sua almofada, estava um recadinho. Abri-o.

«Bom dia bebé! Espero que a noite tenha sido do teu agrado… Nunca passei noite tão especial como esta… És fantástica! Estou na cozinha… Amo-te.

K.»

Com um sorrisão dirigi-me à cozinha… Ele não deu por eu entrar. Abracei-o por trás, e beijei-lhe as costas.

            - Bom dia amor, noite melhor que a que passámos era impossível… Obrigada… - Agradeci-lhe com sinceridade. Ele colocou as panquecas acabadinhas de fazer num prato e virou-se para mim beijando-me apaixonadamente.  

            - Não devias vir para aqui nua amor… Isso é puro pecado! – Avisou-me olhando malicioso.

            - Tenho fome… - Disse. – Cheira bem! – Elogiei-o.

            - Acabadinhas de fazer amor! Porque não vais tomar um duche? – Interrogou-me enquanto me beijava de novo.

            - É uma boa ideia! Até já paixão! – Despedi-me enquanto me dirigi para o WC.

Aqueci a água e entrei para o duche. Fechei os olhos e descontraí…

 

P.V. Robert

 

Continuamos a olhar-nos e um ambiente estranho pairou no WC. Ela não parecia prestar a mínima atenção ao que eu dizia. Humedeci os lábios e elevei-a encostando-a a mim, beijando-a. Era tão estranho como tudo tinha mudado de um momento para o outro… Ainda com ela nos meus braços caminhei para porta entre beijos e fechei-a violentamente. Senti as suas mãos nos meus cabelos, agarrando-os com força e sentei-a no lavatório. A minha toalha caiu. Ela reparou e corou, parando.

            - Não importa… - Garanti, continuando.
Tirei-lhe a t-shirt e desapertei-lhe os jeans. Os nossos beijos voltaram, desta vez selváticos e a nossa respiração estava acelerada e profunda.

            - Posso? – Perguntei, prendendo a minha mão no seu soutien.

            - Hum, hum… - Foi tudo o que proferiu e puff… O seu soutien desaparecera. Acariciei os seus seios, temo que, com brutalidade. Senti as suas unhas cravarem-se nas minhas costas e descerem ao longo delas. Eu sentia-me excitado e agora por muito que quisesse pensar com cabeça, o meu cérebro era “outro”…

 

 


Publicado por SarAngela às 17:32
Link do Post | Adicionar aos Favoritos
De Mafalda a 9 de Agosto de 2010 às 20:33
AHAHAHAHAHA! De alguma maneira que eu desconheço esta fanfic consegue ser mais ridicula do que a anterior. Fui o primeiro capitulo que li e julgo que vai ser o último. Nenhuma das duas escritoras, pseudo-escritoras, pode bater bem da moina. Por amor de Deus, isto é deplorável. A escrita é tão pobre tão sequinha. Uma bela merda, se me permitem. cho que para vocês as duas, só tenho uma palavra: CUIDEM-SE!
Mas acho que consegue haver alguém pior do que vocês... Chama-se Andreia. Faz comentários gigantes, ridiculos, otários e parvos. Também te devias cuidar.
Querem ler algo de jeito? Vão ao TP, leiam a fanfic da Margarida, da Chloe e da Summer. Isso sim são fanfic's. Ao contráriuo da vossa. A vossa é a mais deplorável amostra de lixo.

Acabo assim - enjoada do que li.

Mafalda


De Andreia a 9 de Agosto de 2010 às 23:57
Oh Mafalda, eu peço imensa desculpa por apoiar as minhas amigas! Se não gostas da fic tens bom remédio, há um quadradinho com um X no canto superior direito que serve para fechar a janela. Insultar as pessoas para dar a tua opinião sobre a fic não é necessário. Também concordo contigo, as fics que mencionaste são óptimas! Principalmente a da Chloe! Aliás eu e a Chloe até nos damos muito bem! Não precisas de me insultar! Realmente eu não tenho os parafusos todos mas sou feliz assim! Não preciso de insultar para me sentir bem! Qual é o problema dos meus comentários? Até podem ser ridículos e desvairados mas sei que fazem rir alguém, quanto mais não seja a pessoa que escreve esta história, a Ângela, uma pessoa espectacular, divertida e descontraída. Eu aposto que enquanto ela escreve não está a pensar se está suficientemente rica em palavras e com figuras de estilo e beleza literária. Eu acho que o que realmente interessa é que esta rapariga escreve para se divertir e para satisfazer os fãs da fic. Não é nada a sério. Como toda a gente sabe isto é apenas uma fic! É uma brincadeira! Aqui nada é a sério! Ninguém vai viver esta experiência é pura ficção e diversão! Apenas isso!

Desculpa se alguma vez fui repetitiva mas de uma coisa tenho a certeza! Eu não te faltei ao respeito, mesmo depois de tu não o teres tido por mim!

Não voltes a insultar as escritoras porque elas fazem isto para quem quer ler!

Fica bem!
Cumprimentos, Andreia.


De Nylsa a 10 de Agosto de 2010 às 14:17
Eu subscrevo tudo o que a Andreia disse.
é verdade que tens direito à tua opiniao e, consequentemente, tens o direito de nao gostar - tal como a Andreia tem o direito de fazer os comentarios que quiser e da forma que bem entender e de dizer o que quiser neles... agora o teu comentario nada tem se não criticas/provocaçoes. Não argumentas a tua posição - e tal é muito importante para que, se não gostas e queres que elas melhorem, elas o possam fazer.

Limitas-te a insinuaçoes e criticas à Ângela e à Sara. Mas não as conheces, se as conhecesses ias ver que são pessoas fantasticas e que em nada merecem que lhes fales assim... Não batem bem da moina?! - não sabes o que dizes.

Quanto às criticas à fic, é isso mesmo: uma fic! é ficção, não é realidade. Tudo pode acontecer!
Quanto às criticas à escrita, bem... isto não está a ser feito com a intençao de ser publicado. É apenas uma forma de descontrair, diversão... e partilhar aquilo que se sente com quem quer ler.
Eu acho que escrevem muito bem e assim é que se começa a ganhar experiencia (: não devias querer desmotivá-las dessa forma...

São, por vezes, horas que se dispensam para escrever sabes? E, as vezes, nao dá jeito. Nenhum. Porque tem se outras coisas para fazer... Mas sabe-se que há uma especie de compromisso com as leitoras. (não quero dizer com isso que seja uma obrigaçao - atençao! Até porque acredito que elas divirtam-se imenso a escrever isto. Para alem de ser uma forma de descontracção) E isso deveria ser louvado... porque elas dispensam um bocadinho do seu tempo/da sua vida a escrever para vocês. Há que dar o valor a quem o tem...

Opá, quanto te pagaram para fazeres publicidade à fic delas, afinal?
É de baixo nível andar para aí a comparar fic's. Cada uma é mágica à sua forma. Eu leio montes de fic's e nao ando para aí a comprar... Todas são especiais para mim de uma forma ou de outra.

Pronto, se não gostas estas no teu direito. Agora, espero é que este tenha sido o ultimo comentario deste genero que fazes. Não gostas, não lês mais. É simples... Porque caso contrário, soará a provocação. Já deste a tua opiniao, so...

O mais ironico é que apenas leste o 1º capitulo. E já fazes juizos de valor destes...
Desculpa, mas a tua opinião não pode contar entao.

Se decidires continuar a ler, acho que fazes muito bem. Ainda podes ser surpreendida...
Se não, não sabes o que perdes.

A maioria é que ganha meninas... e a maioria diz que gosta :D

Força nisso Ângela :D

Fica bem Mafalda ;)



Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


© 2010| Luz do Futuro é uma fanfiction escrita com intuito lúdico.
Não pretendemos infringir qualquer direito de propriedade aqui publicada.
Licença Creative Commons
Luz do Futuro por SarAngela está lincenciado pela Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas 2.5 Portugal License.
Baseado no trabalho de http://loveageless.blogs.sapo.pt/
TODOS os direitos reservados a Luz do Futuro
Quem copiar, estará a infringir termos de copyright.

' About Us


' Ver Perfil

' Mantém-te Ligado

. 5 seguidores

' Find

 

' Outubro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


' Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

' Posts Recentes

' Chegou o dia...

' Capitulo 15 - P.V. Ângela...

' Capitulo 14 – P.V. Ângela...

' Capitulo 13 – P.V. Sara &...

' Capítulo 12 – P.V. Kellan...

' Capitulo 11 – P.V. Ângela...

' Capitulo 10 - P.V. Sara &...

' Comunicado

' Capitulo 9 – P.V. Sara & ...

' Capitulo 8 – P.V. Kellan ...