Quarta-feira, 23 de Junho de 2010

Capitulo 7 - P.V. Sara & P.V. Ângela

"O ódio pode nascer num só cruzar de olhares..." 

 

P.V. Sara

 

           - Mas... - Proferiu erguendo-se. - Para quê lamentar por causas perdidas?! Quem queríamos nós enganar?! Nasceu torto e jamais se iria endireitar...

Eu dava voltas ao cérebro tentando encontrar alguma palavra que pudesse ser dita sem estragar o momento!!

          -Não queres mesmo falar sobre esse jantar pois não?

Ele suspirou:

          -Não. A culpa foi minha... -Retomou o assunto

          -A culpa não foi de ninguém. Se acabou foi porque teve que ser assim...

          -Pois, eu não a merecia... -Desabafou enquanto caminhávamos

          -Que?! Ela é que não te merecia a ti!! - Contestei parando repentinamente e olhando-o. Ele esboçou um sorriso abafado.

          -Obrigado Sara... - Agradeceu-me aconchegando-me contra o seu corpo.

          - De quê? - Perguntei admirada.

          - Por me tentares fazer sentir melhor... - Disse sorrindo.

          - Mas não era nenhuma tentativa... eu juro, eu estava a dizer a verdade... Ela realmente não te merecia! - Voltei a dize-lo enquanto me preparava (em pontinhas dos pés) para o beijar na face, porém a distância foi mal calculada e o beijo ia quase acontecendo não fosse o guarda do parque vir falar connosco.

          -Muito boa noite!! Sabem que isto não é nenhum quarto de hotel não sabem?! -Ironizou muito arrogante, o que fez com que o Kellan perdesse a cabeça!!

          - O que está a querer insinuar!??! - Perguntou-lhe sem paciência.

          -Anda embora Lutz, deixa lá... -Aconselhei tentando-o puxar

          - Nããã Nãããã!!! Agora espera lá um bocadinho Sarinha! Fica aqui! - Ordenou-me colocando-me atrás de si. - Estava a dizer que...?! - Indagou novamente caminhando para o homenzinho

          -Nem penses que te vais meter em confusões Lutz! Anda para o carro! -Ordenei puxando-o novamente pela t-shirt enquanto o segurança falava através dum aparelhozinho electrónico com uma antena...

Ele fitou-me, olhou para o homem e voltou a fitar-me. Assentiu com a cabeça e os dois caminhámos para o carro deixando o homem para trás.

          - Foi por pouco... Que te deu?! - Perguntei-lhe quando finalmente o carro começou a andar

          -Palhaço... -Disse sem responder a minha pergunta.

          -Eu sei que isso é um insulto para ti... pensar que nós... -Ele olhou-me -Tens que controlar essa raiva Kellan!

          - Não sabes o que dizes Sarinha! - E colocando o pé no acelerador, aumentou a velocidade.

          -E tu não sabes a que velocidade vais! -Contrapus

          -Onde queres ir? -Perguntou-me sem tirar os olhos da estrada...

          -Conduz... Depois logo se vê! -Sugeri enquanto reflectia na roupa que trouxera... Ele ali todo pimpão e eu com uns trapos velhos: A minha sorte é lixada!

E eu sem saber o que dizer...

          -Gostas desta música? -Perguntou quebrando o silencio.

          -É uma boa música! -Comentei sem prestar atenção ao som...

Em que pensas? - Perguntou-me fitando-me enquanto conduzia.

Como sabia ele que eu estava a pensar!? Olhei também eu para os seus olhos azuis.

          - Vá lá Sarinha, conta-me... Já te conheço há 4 anos...

          - Não é nada Lutz. - Contestei -Diz-me tu primeiro...Em que pensas?

          -Em nós... -Abri mais os olhos, ele atrapalhou-se -Na nossa amizade...

          -És uma boa amiga Sara Lucas! -Elogiou-me, senti-me corar.

          -E péssima conselheira Kellan Lutz! -Acrescentei.

Ele largou um riso abafado:

          - Discordo.

          -Ai sim? Então diz-me lá que felizes conselhos eu te dei? Ah? -Ordeinei olhando-o

          - Às vezes o silencio vale mais que mil conselhos... – Advertiu

          -Oh tá’ caladinho que o provérbio não é assim!!

          -Mas devia.

          -Ou não! -Contrapus. Ele olhou-me e mostrou-me as suas lindas covinhas das bochechas, sorri-lhe também.

O tempo passava e o nosso diálogo não desenvolvia! Não sabia lidar com estes casos, nunca nos nossos 4 anos de amizade tinha acontecido algo assim! Eu olhava pela janela... Ele também. A noite calma era o cenário.

          -Sim Ângela... -Atendi o telemóvel...

          -Sara!! Onde andas a estas horas?! O Rob diz que viu o teu carro lá em baixo... -Questionou preocupada

          - Oh... - Suspirei. - O Kellan está a precisar do meu apoio.

          -AAAAHHH, OKAY!!! Já podias ter dito antes!! Então até logo... -Disse histericamente com um tom de voz perverso -Quero saber tudinho ouvis-te?! Demora o tempo que quiseres, fui. -E desligou.

          - Novidades? - Perguntou o Kellan fitando-me

          -Nada de preocupante...

          -Ainda bem... Não me apetecia nada ter que voltar para trás...

          -Isso não vai ser preciso! Então para onde nos encaminhamos ?

          -Hum... já que estamos nesta auto-estrado pensei que talvez pudessemos fazer uma pequena paragem na casa da minha mãe... è rápido, prometo! È só porque ela gosta bastante da Anna... -Explicou-me ao que eu acenei com a cabeça. Será que aquela visita me ia agradar?!

 

*

 

Finalmente paramos 2 horas depois. Estávamos em frente a uns portõezinhos. O Kellan saiu, eu preferi ficar no carro. Espreitei pela janela o percurso dele:

Abriu os portões, encaminhou-se para uma grande casa branca, tocou a campainha, esperou 2 minutos, abriram-lhe a porta, deu um abraço a uma senhora de estatura pequenina, talvez isso fosse impressão minha, talvez a senhora só parecesse pequenina ao lado do Kellan: era a mãe!! Apontou para mim, acenei sorrindo e fecharam a porta.

Aumentei o volume do rádio e 10 minutos depois lá estava ele outra vez a entrar no carro.

 

P.V. Ângela

 

2 da manhã - marcava o relógio da cozinha. Eu continuava pregada ao sofá onde ele tinha estado deitado. Porque é que o tempo passa depressa quando não devia?!

Neste momento apenas desejo uma coisa: Que ele se tenha divertido tanto quanto eu... A nossa sessão de filmes, jantar, trafulhices do Robert na cozinha... foi altamente para mim, claro... quanto a ele não sei.

Desliguei a TV e com uma passada pesada dirigi-me para o quarto e deitei-me sobre a cama... onde acabei por adormecer.

 

*

 

         - Anjiinho... - Sussurrou-me uma vozinha interrompendo o meu sono.

         - Hum? - Interroguei ensonada.

         - Já cheguei... - Senti-me mais quentinha: a Sarinha havia-me tapado.

         - Continua a dormir amorzinho que eu vou fazer o mesmo aqui ao teu lado. - E dito isto deu-me um beijinho na bochecha.

 

*

 

Recuperei os sentidos eram 8:30 da manha. A Sara já tinha saído... Mais um dia em que nada tinha para fazer...

Decidi então telefonar-lhe para que me contasse as novidades da noite anterior.

Após esperar um pouco atendeu-me.

         - Béé!! – Gritou do outro lado da linha.

         - Olá amor. – Saudei-a. – Estás boa?
         - Sim estou e a menina? – Interrogou-me.

         - Bem! – Disse pegado numa maça e trincando-a. – Então, novidades?

         - O Kellan e a porcallyne acabaram… Aliás, ela acabou com ele pela coisa mais banal que possas imaginar! Por um presente do dia dos namorados… - Contou-me com um tom de voz indecifrável.

         - Então amor e isso é bom… - Observei ao que ouvi um suspiro. - Certo?
         - Ai bé, eu não o consigo ver “em baixo”… - Admitiu.

         - Amor escuta… Esta é a tua oportunidade de o pores de uma vez por todas “em cima”! – Relembrei-a ao que consegui distinguir um sorriso do outro lado da linha.

         - Tens razão bé… tens razão! – Concordou comigo. – MISS LUCAS TEMOS DE ENTRAR NO AR! Oi amor parece que me estão a chamar, tenho de ir. Depois conto-te o resto. Love you! – E dito isto desligou.

Pousei o telemóvel na bancada da cozinha e fui arrumar o quarto… Estava abafado e como tal abri os estores e a janela – Estava um belo dia para Fevereiro. Arranquei os lençóis da cama e fiz a cama de lavado, em seguida dirigi-me à cadeira cheia de roupa e juntei tudo ao monte de lençóis sujos. Levei tudo para a cozinha e pu-la a lavar na máquina. Ouvi o telemóvel tocar e corri esperançosa para ele.

         - Estou!? – Atendi.

         - Ei Ângela, é a Roxanne… - Informou-me, ao que eu suspirei e acalmei.

         - Olá Rox… Como estás? – Procurei saber.

         - Eu estou bem e tu? – Interrogou-me.

         - Eu também! 
         - Vamos sair esta tarde? – Propôs-me.

         - Hum… Amiga, não me apetece vou ficar por casa e pôr a leitura em dia…

         - Óh… Está bem então querida, se mudares de ideia liga-me! Beijinhos. – E desligou.

Fui para a casa de banho e tomei um duche para relaxar… Vesti-me e pus-me bonita – para ninguém apenas para mim mesma.

 

P.V. Sara

 

         - (...) e este foi o jornal nacional, voltamos com mais notícias já a seguir. Olhei para o relógio e eram horas de sair para almoçar. Dei um golo de água e sai dos estúdios com o casaco na mão. Já eram visíveis os primeiros raios de Sol do ano. Decidi parar num café e comer uma salada, não tinha muito mais fome e precisava de manter a linha.

Assim que pedi a minha salada entra no café o chato do meu colega de trabalho...

         -Olá, Olá senhora jornalista! - Cumprimentou-me assim que me viu.

         -Olá Raul, então... Também decidiste vir aqui almoçar foi? - OMG iria mesmo ter que aturar aquele chato durante o almoço?

         -Sim, na verdade vi que vinhas até cá e segui-te! - Disse expressando uns risinhos irritantes tão típicos dele - Posso sentar-me aqui contigo?

         -Claro… - Concordei sorrindo, sei que tinha que ser simpática mas este homem irritava-me profundamente. Calcinha vincada, brilhantina no cabelo... Mas será que ele não entendia que esse estilo já não se usava?!?

         -Olha queres saber uma coisa engraçada? Ontem passou uma entrevista fabulosa na D.C. e não é que eu não tinha o teu número nem o teu e-mail para te poder informar?! - Disse ele tão rápido que tive que reflectir antes de conseguir responder...

         -Ai foi? Olha que pena... Agora já passou, fica para a próxima! - Menti, não ia dar o meu número àquele cromo de maneira alguma.

         -Ah pois fica! Entretanto podias dar-me o teu contacto telefónico para que não voltasse a acontecer o mesmo, não é verdade?

         -Espera um segundo que me estão a ligar... Vou lá para fora atender! - E já lá fora comecei a correr e entrei noutro café...

 


Publicado por SarAngela às 22:24
Link do Post | Comentar | Adicionar aos Favoritos
|
9 Comentários:
De md!! a 24 de Junho de 2010 às 00:03
adorei mesmo mas soube a pouco quero maisss pff
ta mt bem escrito
continuem bjs da md!! aqui ta o comentario:P


De Drica'S@ a 24 de Junho de 2010 às 09:42
Olá!
Cada vez gosto mais da vossa fic, o Robert tem de avançar com a Ângela e o Kellan com a Sara.
Adorei o capítulo, mas por favor tentem postar com mais regularidade.
Adoroooo
Por favor passem e comentem: http://ilovetwilightsagaforever.blogspot.com/
Beijinhos


De Ana Cullen Black a 24 de Junho de 2010 às 11:36
Amei *-*
Está demais como sempre ^^
Quero mais pf.

Beijinhos


De carolina lewis a 24 de Junho de 2010 às 12:08
ahahahaha, coitada da Sara... aquele crominho estava demais x)
quero maiiiiiiiiis!
beijinhos :)


De Nylsa a 24 de Junho de 2010 às 16:56
Hey! Cá estou eu aqui again :b
E, again, como não poderia deixar de ser, adoreiiiii este cap *-* Finalmente um novo!! :D
yay! Bye bye "porcallyne"... muahahah xD
Sarinha, tens de confortar muitooo o Kell ;D
E Robert, qero acção (xD), tens de avançar as coisas com a Ângela... Vamos lá --' xD
A sério meninas, gostei imenso e estou a espera do proximo :D Espero qe esteja para breve! Muitos beijinhos e montes de inspiração (;


De anniiicullen a 24 de Junho de 2010 às 20:54
OMG eu amo a vossa fic!
Eu acho, mas acho mesmo que o Kellan sente algo pela Sara :P
E o Robert deve ter adorado a noite né tia? xD
Vá estão de parabens a vosa fic é simplesmente magnifica .
Beijinho :D


De Andie a 24 de Junho de 2010 às 21:17
ESTÁ LINDO *-*
qero mais meninas =p


De catia lutz a 25 de Junho de 2010 às 00:11
ai meninas kmo eu amo as vossa fic...
amei ta perfeito meninas...
kero mais sff...


De ines a 29 de Junho de 2010 às 00:37
ola!!!
posso nao comentar , mas leio sempre a vossa fic.
e acho um máximo, continuem pois sabem escrever muito bem.
estou ansiosa para que postem mais capitulos...
ah e por favor nao demorem muito tempo (estou a brincar demorem o tempo de que precisarem, o que importa e que continuem a escrever)

beijinhos...


Comentar Post

© 2010| Luz do Futuro é uma fanfiction escrita com intuito lúdico.
Não pretendemos infringir qualquer direito de propriedade aqui publicada.
Licença Creative Commons
Luz do Futuro por SarAngela está lincenciado pela Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Não a obras derivadas 2.5 Portugal License.
Baseado no trabalho de http://loveageless.blogs.sapo.pt/
TODOS os direitos reservados a Luz do Futuro
Quem copiar, estará a infringir termos de copyright.

' About Us

' Find

 

' Outubro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


' Posts Recentes

' Chegou o dia...

' Capitulo 15 - P.V. Ângela...

' Capitulo 14 – P.V. Ângela...

' Capitulo 13 – P.V. Sara &...

' Capítulo 12 – P.V. Kellan...

' Capitulo 11 – P.V. Ângela...

' Capitulo 10 - P.V. Sara &...

' Comunicado

' Capitulo 9 – P.V. Sara & ...

' Capitulo 8 – P.V. Kellan ...

' Arquivos

' Outubro 2010

' Agosto 2010

' Julho 2010

' Junho 2010

' Maio 2010

' Abril 2010

' Hours

' Views

online